O Grupo Casais passa a ser o parceiro autorizado da CREE para Portugal. O contrato foi celebrado por António Carlos, CEO do Grupo Casais, Hubert Rhomberg, CEO e Cofundador da CREE, Volker Weissenberger, Diretor de Licenciamento Global da CREE e Paulo Carapuça, Administrador do Conselho de Administração do Grupo Casais. O Grupo Casais dispõe agora de acesso exclusivo a um novíssimo meio digital para o desenvolvimento e construção de edifícios sustentáveis, para os seus clientes e parceiros.

António Carlos explica os motivos que levaram a sua empresa a decidir juntar-se à rede CREE: “A mentalidade e as soluções de madeira híbrida sustentável da CREE estão em sintonia com o nosso posicionamento presente e futuro na indústria da construção. O nosso objetivo é a construção de forma responsável, através da incorporação de práticas comerciais sustentáveis, visando criação de valor a longo prazo para os nossos clientes e a sociedade.” O sistema CREE apoia-se fortemente numa matéria-prima natural renovável – a madeira. A sua principal característica é o pré-fabrico padronizado de componentes individuais como painéis de teto, painéis de fachada, pilares e estruturas. Estes podem ser rapidamente montados no local da obra, reduzindo as emissões de carbono, o ruído e as poeiras e permitindo economizar tempo, recursos e dinheiro.

Hubert Rhomberg afirma: “O nosso sistema de construção sustentável está a mudar a face da indústria da construção. Ao estabelecermos colaborações com parceiros autorizados como o Grupo Casais, estamos a acelerar este processo de mudança. Vejo isto como um enorme sucesso.”

Através da plataforma CREE, os utilizadores podem colaborar em projetos e tirar partido do potencial de réplicas digitais personalizadas para prototipagem e planeamento céleres. A partilha de conhecimento do sistema CREE inclui desde descrições de alto nível a informações técnicas pormenorizadas. Esta “mesa digital” garante fatores como velocidade, custos, segurança e qualidade, relevantes para investidores, arquitetos e projetistas técnicos, permitindo a partilha contínua de conhecimentos e experiência entre todas as partes. Além disso, os utilizadores podem localizar fornecedores de produtos e serviços relacionados com o sistema CREE. A plataforma CREE alberga a comunidade CREE, com dados partilhados, experiências reais e melhores práticas, o que constitui um fator-chave para mais inovações e desenvolvimentos.

Inovação e construção sustentável são prioridades

Ao abrigo desta licença, o Grupo Casais destaca-se como pioneiro na indústria e no mercado. António Carlos refere: “O desempenho ambiental da Casais continua a evoluir de forma sustentada desde a decisão de implementação de programas de eficiência para potenciarmos os nossos edifícios de ‘Elevado Perfil Ambiental’. Recentemente, reforçámos este desempenho com a adoção de critérios ambientais, sociais e de governance (ASG), que agora abrangem desde Energia a Sistemas de Construção, como o que é disponibilizado pela CREE. A adoção de estratégias sustentáveis, como os sistemas de construção pioneiros de madeira e madeira híbrida da CREE, revela-se fundamental para o desenvolvimento da empresa e consolidação da nossa posição num mercado cada vez mais concorrencial. A nossa empresa tem uma responsabilidade social de evitar e reduzir danos ambientais decorrentes da nossa atividade. Acreditamos que as organizações e os governos devem trabalhar em conjunto para limitar a emissão de carbono, e a utilização dos sistemas CREE significa que estamos a ser proativos nesta área.”

Os clientes e o mundo reclamam mais eficiência dos construtores, menos desperdício e, por conseguinte, menos impacto ambiental; mas, por outro lado, exigem mais rapidez e produto mais barato. Hoje, precisamos de construir edifícios que se adaptem às necessidades e que acompanhem as mudanças dos negócios, das empresas e das pessoas. Por isso, precisamos de edifícios que sejam cada vez mais flexíveis por um lado, mantendo-se, por outro lado, muito mais duráveis e capazes de aguentar por muitas décadas.

industrialização é a ferramenta da Casais para aumentar a eficiência e será essencial para a transição da construção, onde cada vez mais, veremos produtos e sistemas pensados e produzidos de uma forma integrada, permitindo assim transformar a construção num processo de montagem de componentes que podem ser configurados de diferentes formas para atingir o resultado final contratado.

A construção do futuro é seguramente mais sofisticada, complexa e exigente, mas é também mais motivadora e mais gratificante porque vamos conseguir fazer mais e melhor. Consumindo menos recursos naturais, usando mais fontes renováveis, fazendo edifícios mais flexíveis e adaptados às nossas necessidades, usando sistemas e técnicas de construção que permitem a cada colaborador um maior valor acrescentado.

O Grupo Casais está focalizado há algum tempo na implementação de projetos visando o desenvolvimento sustentável, apostando nas energias renováveis, na eficiência energética e na construção sustentável, posicionando-se na linha da frente da inovação e da criação de valores nos negócios, na procura da excelência nas soluções e no serviço aos clientes.

Numa perspetiva de edifício “carbono zero”, e na lógica dos “Nearly Zero Energy Buildings (NZEB), trabalhamos, inicialmente, a marca GO GREEN BUILDINGS e o projeto Olympo Solutions. Posteriormente, desenvolvemos e registamos a marca EPA (Edifícios de Alto Perfil Ambiental) destinada à promoção de edifícios sustentáveis que pretende ser o instrumento para alavancagem do negócio e para fidelização dos clientes numa perspetiva de relação.

Estas iniciativas contribuem de forma sustentada para a conservação e utilização racional da energia no quadro do esforço coletivo, nomeadamente da União Europeia, para dar resposta aos grandes desafios que a eficaz gestão dos recursos disponíveis e as alterações climáticas colocam à Humanidade.