Em colaboração com seis arquitetos internacionais, ligados ao ensino e à investigação, a Summary apresentou, em março, a exposição na Salt Gallery da Sociedade de Arquitetos de Boston, no Estados Unidos da América.

Três meses depois, em junho, “The Reasons Offsite” foi apresentada na Faculdade de Artes da Universidade de Edimburgo, na Escócia.

A exposição apresenta-se como “uma radiografia dos diferentes momentos da evolução histórica da arquitetura modular e pré-fabricada (`offsite architecture`), percebendo o seu passado mas, simultaneamente, apresentando visões críticas e prospetivas que poderão determinar o seu futuro”, explica o comunicado do atelier.

Imagens, textos e maquetas, apresentados virtualmente, são visíveis através de uns óculos ligados a um `software` que transporta os visitantes para um espaço virtual.

O público pode percorrer a exposição, selecionar de forma interativa os conteúdos que pretende observar, e manusear as maquetas expostas, de modo a analisá-las de diferentes perspetivas.

Do século XVII até à atualidade, são assim exibidos edifícios de autoria anónima, mas também dos arquitetos Walter Groupis, um dos fundadores e primeiro diretor da Bauhaus, Jean Prouvé, cujo trabalho Le Coubusier definia como síntese de engenharia e arquitetura, Buckminster Fuller, o criador do veículo Dymaxion e do Museu do Ambiente de Montreal (Biosfera), Shiberun Ban, conhecido pelo uso de materiais pouco convencionais e pelos projetos de filantropia, e do atelier holandês de arquitetura MVRDV, formado por Winy Maas, Jacob Van Rijs e Nathalie de Vries, que se dizem comprometidos com um objetivo ideal de bem estar global.

“The Reasons Offsite” tem por objetivo apontar conflitos entre os sistemas construtivos pré-fabricados e tradicionais, através da oposição entre padronização e personalização, entre maquinaria e recursos humanos e entre a ciência e a arte, como se pode ler na página oficial da exposição.

“Trata-se de uma exposição imaterial, que não implica o transporte e a instalação de objetos físicos, não produzindo quaisquer lixos ou resíduos após as sucessivas montagens e desmontagens”, lê-se no comunicado.

Os curadores do pavilhão chileno na Bienal de Veneza de 2014, Pedro Alonso e Hugo Palmarola, onde foram distinguidos com um Leão de Prata, e Yona Friedman, professor convidado nas Universidades de Harvard, Massachusetts e Princeton, nos EUA, fazem parte do leque de seis arquitetos participantes na mostra.

Pablo Jímenez-Moreno, proveniente de Edimburgo, na Escócia, e a dupla composta pelo alemão Jorge Christie e o espanhol Martín Alvarez, completam os seis arquitetos envolvidos na exposição.

Segundo o `site` do atelier, o projeto curatorial “The Reasons Offsite” é liderado por Samuel Gonçalves, fundador do Summary, com Luca Sabbadini, Inês Vieira Rodrigues e Borbála Papp. A composição e desenho de som são de Lorenzo Piani.

“The Reasons Offsite” estará patente, de 28 de setembro a 11 de outubro, na Neufert Box, em Weimar, na Alemanha, no âmbito da celebração do centenário da Bauhaus, escola de arte, arquitetura e design, da vanguarda europeia, fundada em Dessau, na Alemanha, em 1919.

 

Fonte: https://www.rtp.pt/noticias